Rivaldo confirma adeus ao São Paulo, mas descarta aposentadoria

Expulso no clássico diante do Palmeiras no último domingo e suspenso para o duelo contra o Santos pela última rodada do Campeonato Brasileiro deste ano, o experiente meia-atacante Rivaldo anunciou na tarde desta quinta-feira que o próximo sábado será seu último dia de trabalho no São Paulo.

"Gostaria de informar a todos que a partir de sábado, que será meu último treinamento, não farei mais parte do elenco do São Paulo", escreveu o jogador em sua página no Twitter. O atleta completou dizendo que sua saída foi comunicada pela diretoria. "Pela tarde, a diretoria do São Paulo me comunicou oficialmente que eu não continuo mais no clube no próximo ano", adicionou.

O melhor jogador do mundo em 1999, quando atuava pelo Barcelona, ainda aproveitou para agradecer o torcedor. "Gostaria de agradecer a toda torcida pelo imenso carinho que demonstraram por mim durante todo ano... Com certeza foi a melhor parte! (sic)", elogiou Rivaldo, que realizou algumas boas partidas durante o ano e era frequentemente pedido pelas arquibancadas, mas não conseguiu se firmar no São Paulo com Paulo César Carpegiani, Adílson Batista e Émerson Leão.

"Também quero deixar aqui meu agradecimento para toda a imprensa, pelo apoio que recebi e também pelas críticas, pois de alguma forma me ajudaram", afirmou o meia-atacante, que chegou ao clube em janeiro - por empréstimo - como uma incógnita, já que o pentacampeão mundial veio de três temporadas no desconhecido futebol uzbeque.

O jogador, porém, ainda tem mercado no Brasil e não deseja pendurar as chuteiras em 2011. "Não é minha despedida ainda do futebol, pois ainda tenho muita lenha para queimar e meu propósito é terminar minha carreira no final de 2012", explicou. A Portuguesa, que subiu para Série A, e o Santa Cruz, que conseguiu o acesso à Série C, já demonstraram interesse no meia-atacante, que completará 40 anos em abril do ano que vem.