Sem estrelas, Uruguai mantém boa fase e vence Itália

Sem contar com as estrelas ofensivas Diego Forlán e Luis Suárez, machucados, o Uruguai teve em um jogador defensivo o grande destaque da vitória contra a Itália, em amistoso disputado nesta terça-feira na cidade de Roma. O goleiro Muslera praticou diversas boas defesas durante todo o jogo e garantiu o 1 a 0, gol feito por Sebastian Fernández no início do jogo, mantendo a boa fase da seleção campeã da Copa América e líder das Eliminatórias Sul-Americanas.

O começo do jogo na cidade italiana de Roma. Com menos de um minuto, o atacante do Manchester City Balotelli saiu na cara de Muslera, obrigando o goleiro uruguaio a praticar uma boa defesa. Aos 3min, entretanto, o Uruguai não perdoou em sua primeira descida. O lateral Cáceres foi lançado pela direita, cruzou rasteiro para a área, onde Sebastian Fernández, substituto de Suárez, completou de primeira para o fundo das redes.

Após o gol, o domínio do jogo foi totalmente dos donos da casa. O grande destaque da Itália era Balotelli, que criava as melhores chances. Aos 16mim, ele arriscou de fora da área para Muslera espalmar. Já quatro minutos mais tarde, o jogador do Manchester City fez boa jogada, chutou prensado e De Rossi perdeu também no rebote.

Muito ofensiva, a Itália dominava as ações de jogo, mas não conseguia empatar. Aos 34min, o atacante Osvaldo quase marcou de cabeça em uma cobrança de escanteio. Já aos 38min, Balotelli recebeu dentro da área, girou e chutou para outra defesa segura de Muslera. No minuto seguinte, o atacante recebeu cruzamento de Balzarett e, sozinho, cabeceou por cima do gol, fazendo a Itália ir para o intervalo com a desvantagem no placar.

A volta para a segunda etapa foi praticamente idêntica aos 45 minutos iniciais. Os donos da casa tinham muito mais posse de bola do que o adversário, mas perdiam as poucas boas chances que criava. Uma das melhores chances foi aos 10min, quando o meia Pepe, após boa troca de passes, finalizou para outra defesa do goleiro uruguaio.

Os italianos davam muitos chutes a gol, mas a maioria deles se perdia pela linha de fundo. Aos 22min, em um contra-ataque, o Uruguai quase matou o jogo. Cristian Rodríguez fez ótima jogada individual pela esquerda, rolou para trás, mas Cavani chutou travado. Os visitantes voltaram a contar com seu goleiro na marca dos 32min. O meia De Rossi lançou Balotelli na área, que chutou para uma defesa com a ponta dos dedos de seu goleiro. Na sequência, Cavani quase fez contra.

A situação ficou complicada para o Uruguai aos 36min, quando Álvaro Pereira, que já tinha amarelo, foi expulso por colocar a mão na bola. Mesmo com a superioridade numérica em campo nos minutos finais, os donos da casa não conseguiram chegar ao gol de empate.