Maicosuel não desiste do título, mas pensa primeiro na vaga na Libertadores

A reapresentação do Botafogo nesta segunda-feira, no Engenhão, foi marcada por conversas, além do treino de recuperação na academia para os titulares e da atividade técnica para os demais. Em pauta, o atual momento do time, com 55 pontos, na quinta posição.

Apesar dos recentes resultados ruins (quatro derrotas em cinco jogos) desanimar é uma palavra que não consta no vocabulário alvinegro. O sonho de título ainda não acabou.

"Na minha cabeça, não. Primeiramente, temos outros objetivos. Não negamos que o título ficou difícil, mas ganhando os quatro jogos vamos ver o que acontece. Vamos pensar em Libertadores, seria muito ruim ficar fora, e depois no  título", destacou Maicosuel.

O meia descarta buscar explicações ou desculpas para as derrotas. Com autocrítica forte, ele quer é encontrar soluções com o time."Quando se perde, procuram várias coisas para amenizar a derrota, como desculpas. Não vejo dessa forma. Todo mundo tem sua parcela de responsabilidade e tem que assumir. A gente sempre conversa, depois de cada jogo, ganhando ou perdendo. O grupo quer. Não conseguimos descobrir onde estão os erros. Não podemos errar senão tomamos gol e perdemos o jogo. Houve jogos em que perdemos para nós mesmos. Temos que melhorar", admite o meia.

"Mas estamos em quinto lugar, em um campeonato equilibrado, jogando num clube do tamanho do Botafogo, então sempre vai ter motivação. Somos profissionais, amigos e homens", acrescenta.

Com o discurso afinado, o Botafogo se prepara para enfrentar o América-MG, quarta-feira, na Arena do Jacaré.

Site do Botafogo