Brasil brilha no Parapan e conquista três ouros no 1º dia da natação

O Brasil brilhou no primeiro dia da natação nos Jogos Parapan-Americanos de Guadalajara. Neste domingo, a delegação brasileira conquistou três ouros na competição com Ronaldo Souza, nos 400 m da categoria S7; Caio Oliveira, nos 100 m peito da categoria S8; e a equipe de revezamento 4x50 m livre 20 pontos, formada por Ronystony Cordeiro, Adriano de Lima, Clodoaldo Silva e Daniel Dias. Com as premiações, o país lidera o quadro de medalhas da modalidade.

Ronaldo Souza Santos é o primeiro medalhista de ouro da natação brasileira nos Jogos Parapan-americanos. Após conquistar duas pratas no Rio de Janeiro, em 2007, o atleta foi o campeão dos 400m livre na categoria S7 neste domingo.

O brasileiro ficou à frente do mexicano Enrique Perez e do canadense Jean-Sebastien Lapointe na prova.

Ronaldo teve poliomielite quando estava com um ano e meio de idade. Começou a praticar natação em 2000, por incentivo de um amigo, e disputou o seu primeiro torneio, o Campeonato Aberto de Mar del Plata, no ano seguinte.

A segunda medalha de ouro veio com Caio Oliveira. Nascido com uma má-formação nos membros inferiores, o atleta começou a nadar aos 5 anos de idade por recomendação médica, e obteve a consagração neste domingo. o Brasileiro, de apenas 18 anos, superou o canadense Sergeant-Tsonos Christopher e o argentino Lucas Poggi para subir no lugar mais alto do pódio.

Já o time brasileiro de revezamento venceu a última prova do dia. A equipe brasileira chegou à frente de mexicanos e argentinos e consagrou novamente Clodoaldo Silva. O competidor, um dos maiores da história do paradesporto brasileiro, somou o 12º ouro na carreira, somente em pan-americanos.

A natação brasileira entra ainda com um maior favoritismo no segundo dia de disputas, nesta segunda-feira. André Brasil; o veterano Genezi - que esteve na Paraolimpíada de Barcelona, em 1992; os irmãos Renato e Regiane Nunes e Letícia Lucas e Gabriela Cantagalo estão em Guadalajara como favoritos ao ouro.