Paulo Miranda e Fahel são absolvidos pelo STJD e podem atuar pelo Bahia

O zagueiro Paulo Miranda e o volante Fahel, ambos do Bahia, foram absolvidos pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), e podem jogar contra o Atlético-GO, no próximo domingo, no Serra Dourada, às 19h (de Brasília).

Os atletas foram denunciados pela Procuradoria do STJD com base em lances da partida contra o Vasco, em Salvador, no dia 23 de outubro.

De acordo com o órgão, Fahel foi denunciado porque aos seis minutos do segundo tempo o jogador teria "acertado intencionalmente o nariz de Diego Souza, em evidente erro óbvio do árbitro, conforme se vê em vídeos juntados".

O incidente aconteceu, porém, a vítima foi Eder Luis e não Diego Souza, conforme deixou claro o próprio STJD, em nota publicada no site. O jogador poderia ter sido suspenso de quatro a 12 partidas.

Já o defensor Paulo Miranda foi julgado por ter agredido Diego Souza, em disputa de bola. Para a Procuradoria, houve "uma típica jogada violenta, imprudente e que poderia ter causado uma lesão séria ao atleta atingido, conforme se vê nos vídeos ora juntados". Assim como Fahel, Miranda também poderia ficar sem jogar, mas por até seis partidas.

Já o Esporte Clube Bahia não teve a mesma sorte que seus jogadores. O clube foi multado em R$ 1 mil por atrasos no jogo. Segundo o STJD, o Bahia foi penalizado por "dar causa ao atraso do início da realização de partida ou deixar de apresentar a sua equipe em campo até a hora marcada para o início ou reinício da partida"