Copa das Confederações pode ter 6 sedes; final será no Maracanã

Em congresso realizado nesta quarta-feira em Zurique, na Suíça, a Fifa confirmou o que os gaúchos já temiam: Porto Alegre não será uma das cinco sedes da Copa das Confederações. O anúncio surpreendeu por abrir a possibilidade de ter até seis cidades: Brasília, que fará a abertura, Belo Horizonte e Fortaleza, que abrigam as semifinais, além de Recife, Salvador e Rio de Janeiro, palco da decisão.

Segundo Ricardo Teixeira, presidente da CBF e do Comitê Organizador Local, Recife e Salvador não têm participação 100% assegurada.

A Copa das Confederações será realizada entre 15 e 30 de junho de 2013, o que impede a participação de estádios com obras atrasadas, casos do Itaquerão, em São Paulo, e do próprio Beira-Rio, em Porto Alegre. O evento, que reúne oito seleções, serve como teste final para o Mundial de 2014.

No início de outubro, o Beira-Rio chegou a receber as visitas de Orlando Silva, ministro do Esporte, e de Pelé, que tentou minimizar as dúvidas em torno da reforma. "Este é o primeiro estádio a talvez completar o tempo que a Fifa pede para a Copa das Confederações", chegou a declarar com direito a insinuações sobre pessimismo generalizado sobre a Copa.

Palco da final da Copa do Mundo de 2014, o Maracanã também recebe a decisão da Copa das Confederações, realizada no Brasil pela primeira vez. O jogo de abertura do torneio ocorre em Brasília.

Cinco das oito seleções que participam da Copa das Confederações já estão definidas: Brasil (país sede), Uruguai (campeão da Copa América), Espanha (campeã da Copa do Mundo), Japão (campeão da Copa da Ásia) e México (campeão da Copa Concacaf). Os campeões da Eurocopa, Copa das Nações Africanas e da Copa da Oceania fecham o time de integrantes. Os brasileiros são os atuais bicampeões da competição.