Fifa vê Governo como maior obstáculo para Copa

De acordo com reportagem publicada pelo jornal O Estado de S. Paulo, a Fifa não está nada satisfeita com a forma como o Governo brasileiro está lidando com os preparativos para a Copa do Mundo de 2014. O principal motivo para o descontentamento da entidade é que a presidente Dilma Roussef não tem cumprido suas promessas em relação ao Mundial, entre elas a liberação de recursos para as obras do evento. E, segundo cartolas da entidade ouvidos em Zurique durante as negociações para a definição do formato do evento, o maior obstáculo para o torneio atualmente é o próprio Governo do País.

No debate realizado na segunda-feira, a Fifa não escondeu o fato de a relação com Brasília estar em seu ponto mais baixo desde o anúncio do Mundial, em 2007. Um dos motivos foi a criação de uma Lei Geral da Copa - ainda a ser aprovada pelo Congresso brasileiro - distinta da combinada com a entidade no começo do ano. Ainda, em reunião há duas semanas com o secretário-geral da federação, Jerôme Valcke, a presidente ofereceu garantia de contratos de marketing, exclusividade de patrocinadores e televisão, mas, desde então, nenhuma indicação de transformar essas promessas em projeto de lei foi dada. Além disso, há preocupação com uma possível queda do ministro do esporte, Orlando Silva Jr, que, apesar de não ajudar a levar para frente as conversações, pode ser substituído por alguém que as emperre ainda mais.