Boxeador Rafael Guzman é executado a tiros em Guadalajara 

O boxeador mexicano Rafael "Chocho" Guzman foi assassinado na noite desta segunda-feira, em Guadalajara, no México. O lutador de 26 anos estava no bairro de El Retiro, na zona central da cidade, para visitar a casa de sua mãe quando foi alvejado por oito tiros por volta das 22h (horário local) e morreu antes do socorro chegar.

De acordo com o jornal Informador, a polícia científica mexicana encontrou seis cápsulas de munição calibre .9 milímetros no local, além de outras duas calibre .38 super. Os assassinos se aproximaram da vítima a bordo de um carro popular quando efetivaram os disparos, segundo a publicação.

Rafael "Chocho" Guzman tinha em sua carreira de boxeador retrospecto amplamente positivo, com 28 vitórias, sendo 20 delas por nocaute, e apenas três derrotas. O mexicano tinha combate marcado contra o sul-africano Malcolm Klassen em 19 de novembro, na África do Sul.

O crime contra o boxeador acontece enquanto os esportistas são o centro das atenções em Guadalajara. A cidade sedia, até 30 de outubro, os Jogos Pan-Americanos. A competição de boxe começa na próxima sexta-feira, com medalhas saindo nos dias 28 e 29.