Botafogo acredita que Santos jogará a sério em "jogo da liderança"

O jogo adiado entre Botafogo e Santos, na Vila Belmiro, reacendeu a polêmica sobre a entrega de partidas para prejudicar rivais no Campeonato Brasileiro. Parte dos torcedores do Santos se organizam nas redes sociais pedindo que o time facilite para os cariocas, que podem ultrapassar o Corinthians e assumir a liderança da competição.

No entanto, o zagueiro Antônio Carlos destaca que o clube do litoral paulista ainda precisa pontuar para se livrar do rebaixamento:

"Estamos trabalhando desde o início com o intuito de ser campeão. Não podemos ter euforia ou ansiedade, vamos tratar jogo por jogo. O Santos ainda precisa de pontos para se livrar do rebaixamento, tem uma equipe qualificada. Estamos tranquilos, sabendo como vai ser o jogo. Não podemos ser surpreendidos", afirmou.

O goleiro Rafael acredita que o Santos terá um papel decisivo na disputa pelo título, já que enfrenta Botafogo, Flamengo, Vasco e São Paulo nas últimas rodadas. Entretanto, afirma que a equipe vai jogar pra vencer e atrapalhar muita gente:

"Temos que fazer o nosso trabalho e ganhar de todos. Não pode perder do Botafogo porque vão virar líder. Ganhamos do Corinthians no Pacaembu e temos um último jogo no Morumbi. O objetivo é vencer Vasco e Flamengo".

Jogo é importante, mas não é final

Confiante na regularidade da equipe, o zagueiro Antônio Carlos acredita que o Botafogo não deve entrar em campo desesperado por decidir o campeonato em apenas uma partida.

"Queremos liderar, mas essa não é a final. Não podemos criar essa grande expectativa. É uma boa oportunidade de chegar à liderança, não vamos fugir da responsabilidade. Mas não se pode achar que é final de campeonato e que vai conquistar o título lá. Faltarão oito jogos, cinco em casa. No campeonato, alguém ainda vai tropeçar, nosso momento de deslize passou".