Após "rodada perfeita", todos os cariocas ficam na zona da Libertadores

A liderança ainda não veio, mas as vitórias de Flamengo, Vasco, Fluminense e Botafogo provaram que o futebol do Rio voltou a viver os seus melhores momentos. Se o campeonato fosse encerrado hoje, todos os times do estado estariam classificados para a Copa Libertadores, fato inédito na história do torneio. E mais. Caso vença a partida desta quarta-feira contra o Santos, adiada devido a convocação dos atletas do alvinegro praiano para a Seleção, o Glorioso assume a liderança do Brasileirão.

Aniversariante do dia e ídolo botafoguense, o uruguaio Loco Abreu marcou o seu 47º gol pelo Botafogo neste domingo e ressaltou o fato de o clube ser o único que depende de suas próprias forças para conquistar o título. Ele, entretanto, afirmou que o time deve evitar o oba-oba. Segundo o artilheiro, de agora em diante, cada confronto será uma decisão.

"Precisamos entrar focados, não podemos dar chance ao azar", disse.

Autor do primeiro tento na vitória contra o Atlético-PR e derrubado no lance que originou o pênalti cobrado por Abreu, o zagueiro Antônio Carlos concorda. Ele diz que a equipe está com a cabeça no título, mas sabe que o caminho até a taça não será nada fácil. 

>> Confira a tabela de classificação do Brasileiro

"A gente tem que dar um passo de cada vez, não adianta euforia. Depois do empate com o Bahia, éramos os piores mundo. Depois do Corinthians, os melhores. Este jogo a menos é muito complicado. Precisaremos lutar muito", afirmou.

>> Leia mais sobre Botafogo x Atlético-PR

Vasco resolve jogo no primeiro tempo

Também na briga, o Vasco surpreendeu os que pensaram que os cinco desfalques pudessem transformar o duelo contra o Atlético-MG em uma parada indigesta. Em apenas 20 minutos, o cruzmaltino atropelou o Galo, reassumiu a vice-liderança e complicou ainda mais a situação do clube mineiro, que luta para se afastar da zona de rebaixamento.

Um dos destaques da partida, o centroavante Élton aproveitou a lesão do companheiro Alecsandro para botar uma pulga atrás da orelha do técnico interino Cristóvão Borges. Após marcar o gol que abriu caminho para o triunfo vascaíno e ser saudado pela torcida por sua boa atuação, o atacante fez questão de ressaltar que o diferencial do clube é o elenco.

"É um momento bom pra mim. Estou muito feliz no Vasco, podendo ajudar o time com gols em momentos decisivos como nessa reta final de Brasileirão. Esse ano está sendo muito bom para todos. Aqui a disputa é boa e o Vasco precisa de todos. Não vou decidir nada sozinho assim como o Diego, o Felipe ou o Juninho também não", disse.

E se a nova chance entre os titulares já seria uma grande motivação para Élton, o jogador, assim como todo o restante do time, teve um ânimo a mais para superar o Galo e conquistar os três pontos neste domingo. O técnico Ricardo Gomes, que se recupera de um AVC, ligou para os jogadores e os incentivou após o fim da preleção.

"Combinei que ele falaria com o grupo depois da palestra, coloquei no sistema de som e ele falou. os jogadores ficaram felizes de ouvir a voz dele, ele estava orgulhoso com todos e isso emocionou o grupo", resumiu Cristóvão Borges. 

>> Leia mais sobre Vasco x Atlético-PR

Fred brilha mais uma vez e mantém Tricolor vivo na briga pelo título

O Fluminense começou melhor, deixou o Palmeiras dominar a partida e por pouco não perdeu um jogo que parecia tranquilo até o fim do primeiro tempo. A diferença, mais uma vez, foi Fred. O atacante marcou duas vezes, comemorou dançando e garantiu mais um triunfo tricolor.  Apesar da grande fase, o artilheiro das Laranjeiras preferiu negar o rótulo de salvador e exaltou a entrega do time nas últimas rodadas.

"Mais importante está sendo a progressão time inteiro, todo mundo se doando e jogando bem. Dava para ter matado no primeiro tempo. Mas conseguimos vitória no sacrifício e todo mundo está de parabéns. Com os tropeços dos lideres e os pontos conquistados por nós, estamos na briga pelo título e vamos continuar assim até o final", disse. 

Após viver um momento complicado à frente do Fluminense, e por pouco não ser demitido, o técnico Abel Braga disse estar contente com a evolução do rendimento da equipe. Segundo ele, o tempo para implementar a sua filosofia de trabalho foi fundamental para que o Tricolor pudesse voltar a sonhar com o bicampeonato. 

"Tivemos uma melhora visível. O tempo faz tudo melhorar. A relação e a confiança aumentam. Nossas cobranças sempre foram internas. Existem problemas. É óbvio que não vivemos às mil maravilhas. São coisas que não saem e são resolvidas. Espero que tudo continue assim, porque temos objetivos a alcançar na competição", disse Abel.

>> Leia mais sobre Palmeiras x Fluminense

Flamengo: "Confio no grupo", diz Deivid

Autor do gol decisivo do Flamengo no último sábado, na vitória por 1 a o, diante do Ceará, o atacante Deivid confia no elenco rubro-negro para brigar pelo título do Brasileirão. Só que além de boas atuações, o camisa 9 lembra que o Rubro-negro precisará de um reforço nas últimas rodadas: apoio maciço da Nação.

E as sete rodadas sem derrota, que embalam o elenco rubro-negro, podem ser também combustível para inflamar a paixão dos torcedores.

"O trabalho sempre foi bem feito e nunca deixamos de confiar na possibilidade de fazer o Flamengo campeão brasileiro, mesmo naquele período em que o time ficou vários jogos sem ganhar. Restam oito rodadas para acabar o campeonato e contamos com o apoio da torcida em cada uma dessas partidas, que vamos encarar como oito decisões", afirmou Deivid, sem esconder a alegria por ter sido, mais uma vez, decisivo.

"Fazer um gol sempre é importante, mas quando ele é o que garante uma vitória como a de ontem (sábado), que deixou o Flamengo bem próximo da liderança do campeonato, a alegria é ainda maior. Estou muito feliz e ainda mais confiante para as próximas rodadas", finalizou.

>> Leia mais sobre Flamengo x Ceará