Montillo perde pênalti, Corinthians vence Cruzeiro fora e segue líder

O Corinthians conquistou importante vitória sobre o Cruzeiro, neste domingo em Sete Lagoas, e segue líder do Campeonato Brasileiro apesar do assédio das equipes cariocas. O triunfo construído com gol de Paulinho teve direito a lance polêmico: o árbitro Pablo dos Santos Alves, do Rio de Janeiro, marcou pênalti a favor dos cruzeirenses sobre o jovem Élber. Na cobrança, Montillo isolou e murchou a reação do time da casa.

O lance, que lembrou o controverso pênalti marcado sobre Ronaldo para o Corinthians diante do Cruzeiro em 2010, também foi polêmico porque o argentino Montillo é especulado pelos corintianos para a próxima temporada.

O Corinthians continua líder do Campeonato Brasileiro, agora com 54 pontos, e frustra as aspirações de Vasco, Fluminense, Flamengo e Botafogo. O Cruzeiro, com 31 pontos e na 16ª posição, pode ser ultrapassado por seu rival Atlético-MG, que tem 30 pontos e enfrenta o Vasco em São Januário às 18h (de Brasília).

O Cruzeiro jogará mais uma vez em casa na próxima rodada, domingo que vem, contra o Atlético-GO às 18h (de Brasília). O Corinthians também será visitante, no mesmo dia, às 16h. A parada é dura: Internacional no Beira-Rio.

Corinthians se segura e vence fora de casa

Sem vencer há 10 jogos, o Cruzeiro teve o meio-campo reforçado na marcação com a saída de Roger para o retorno de Fabrício à equipe titular. Foi a única mudança de Vagner Mancini em relação ao empate contra o Bahia, quarta-feira, em Pituaçu. Tite, que voltou a contar com o selecionável Ralf, também teve Liedson, recuperado de lesão, no posto do suspenso Jorge Henrique.

Bastante movimentado, o primeiro tempo em Sete Lagoas só não teve gol. A primeira boa chance foi do Cruzeiro, com finalização de Fabrício espalmada por Júlio César. O Corinthians, que criava boas jogadas e não conseguia concluir, foi ameaçado de novo quando Everton, da esquerda, cruzou com força e Keirrison, embaixo do gol, não alcançou por centímetros.

O Corinthians chegou de verdade aos 20min e aos 22min, mas Willian, travado em conclusão, e Liedson, freado por Victorino, não finalizaram. O cruzeirense Fábio impediu o gol corintiano em duas boas circunstâncias nos instantes seguintes. Primeiro, defendeu chute de Willian, e depois fez quase miagre em cabeçada de Paulo André.

Os últimos minutos em Sete Lagoas foram ainda mais disputados. Léo fez Júlio César trabalhar depois de cabeçada e Liedson, na grande área, chegou perto de tirar o zero do placar na derradeira jogada de perigo da etapa inicial.

A segunda etapa se iniciou com o mesmo ritmo intenso da primeira. Aos 9min, Wellington Paulista fez Júlio César trabalhar bem, e pouco depois foi o Corinthians que assustou. Danilo recebeu livre na grande área, se atrapalhou no domínio e o chute saiu fraco, nas mãos de Fábio.

Um pouco melhor em campo, o Corinthians transformou a superioridade em gol aos 19min. Edenílson, que havia acabado de entrar, lançou Alex na direita e, ao entrar driblar a marcação, o meia serviu Paulinho. De chapa, com categoria, ele abriu o placar na Arena do Jacaré.

Após marcar, o Corinthians se fechou à defesa e sofreu pressão intensa do Cruzeiro. Aos 31min, a equipe da casa teve a seu favor um pênalti polêmico, que remeteu ao encontro entre os dois times no Brasileiro 2010. O jovem Élber subiu em disputa com Edenílson e o árbitro carioca Pablo dos Santos Alves assinalou pênalti. Especulado no time corintiano para 2012, Montillo chutou por cima após grande reclamação dos visitantes.

Com direito até a expulsão de Tite, o Corinthians se segurou na defesa e conservou importantes três pontos conquistados em Sete Lagoas.

Ficha técnica

CRUZEIRO 0 x 1 CORINTHIANS

GolCORINTHIANS: Paulinho, aos 19min do 2º tempo

CRUZEIRO: Fábio; Vítor, Léo, Victorino e Everton (Diego Renan); Fabrício; Marquinhos Paraná e Charles; Montillo; Wellington Paulista e Keirrison (Anselmo Ramon)Treinador: Vagner Mancini

CORINTHIANS: Júlio César; Alessandro, Paulo André, Leandro Castán e Ramon (Wallace); Paulinho e Ralf; Alex, Danilo e Willian (Edenílson); Liedson (Ramírez)Treinador: Tite

Cartões amarelosCRUZEIRO: Charles, Marquinhos ParanáCORINTHIANS: Alessandro

Árbitro Pablo dos Santos Alves (RJ)

Local Arena do Jacaré, em Sete Lagoas (MG)