Não quero ser como Barrichello, dispara Hamilton 

Rubens Barrichello é um exemplo de piloto "contente" em acumular recordes de longevidade na Fórmula 1. A opinião é de Lewis Hamilton, que disparou ao dizer que não quer ter uma carreira como a do brasileiro. Assim, o inglês evitou descartar a possibilidade de deixar a McLaren caso tenha em 2012 outro carro incapaz de fazê-lo brigar pelo título mundial.

Não é a primeira vez que Hamilton ameaça deixar a escuderia que lhe deu a primeira chance na categoria. Em entrevista publicada neste sábado pelo diário The Sun, ele diz que "em algum momento", se a equipe inglesa continuar sendo dominada pela Red Bull, sua paciência "será seriamente testada".

O britânico aproveitou para comparar sua atitude com a de outros pilotos que "estão contentes estando na Fórmula 1 e simplesmente existindo". Como exemplo desse tipo de corredores, o campeão mundial de 2008 citou Barrichello, que "parece feliz onde está" agora - brigando por posições intermediárias a bordo da Williams.

Segundo Hamilton, pessoas do seu tipo "só existem para ser o melhor" em suas profissões. Aos 26 anos, ele soma 84 grandes prêmios e 15 vitórias desde 2007. O brasileiro, 39, é o piloto que mais disputou provas na categoria (320) e ganhou 11, tendo estreado em 1993. No momento, o veterano está em negociações com a Williams para renovar o contrato e iniciar em 2012 a 20ª temporada na elite do automobilismo.