Em 15º, Bruno Senna fica fora do Q3 pela primeira vez no ano

Entre os brasileiros, apenas Felipe Massa chegou ao Q3 do treino que define o grid de largada para o Grande Prêmio de Cingapura. Pela primeira vez na temporada, Bruno Senna parou na segunda parte da sessão, ficando no 15º lugar. Rubens Barrichello também não avançou e largará em 12º.

Bruno Senna, que já havia corrido sério riscos de queda ainda no Q1, só passou pela primeira bateria com o cronômetro já zerado. Curiosamente, sua volta serviu para eliminar o outro piloto da Renault, o russo Vitaly Petrov, que acabou caindo para a 18ª colocação.

Na segunda parte do treino, o brasileiro melhorou muito pouco o tempo anterior, cravando 1min48s662. Desde que estreou na equipe francesa, ele sempre vinha se classificando para a disputa da superpole. No GP da Bélgica, largou em sétimo. No da Itália, em décimo.

Em 12º, Barrichello superou seu parceiro de Williams, o venezuelano Pastor Maldonado, por um posto. Tirando os dez pilotos mais rápidos, apenas o mexicano Sergio Perez superou o veterano. Atrás de Maldonado ainda apareceram o suíço Sebastien Buemi, Senna, o espanhol Jaime Alguersuari e o japonês Kamui Kobayashi, que bateu sua Sauber e não conseguiu marcar tempo.