Feijão dá vexame no saque e é eliminado com "pneu" na Romênia

O bom momento do brasileiro João Souza, o Feijão, não durou muito no ATP 250 de Bucareste. Classificado às quartas de final do torneio, o tenista, 84º colocado do ranking mundial, não conseguiu confirmar nenhum serviço nesta sexta-feira e foi eliminado facilmente pelo italiano Filippo Volandri, o 86º, por 6/2 e 6/0 em apenas uma hora de partida.

O saque, que costuma ser a principal arma de Feijão, de 1,93 m, deixou o jogador na mão durante o duelo. Em sete games nos quais sacou, ele marcou somente oito pontos e salvou quatro dos 11 break points colecionados pelo rival. Os números mostram que o atleta de Mogi das Cruzes teve um bom aproveitamento de 72% de primeiro serviço - o que indica que ele não arriscou muito no fundamento.

Os dois games vencidos pelo brasileiro, portanto, vieram no saque de Volandri, ambos ainda no primeiro set. Foi no serviço do adversário que Souza ganhou ganhou 19 de seus 27 pontos marcados no jogo - o europeu somou 54.

Derrotado, Feijão fica um pouco mais longe de cumprir seu objetivo de fechar a temporada entre os 70 melhores do mundo. Nesta semana, o jovem, 23 anos, defendia 100 pontos referentes ao título do Challenger de Bogotá de 2010 e com isso deve cair do 84º para pelo menos o 93º lugar do ranking. Em outubro, ele liderará o tênis do Brasil nos Jogos Pan-Americano de Guadalajara, no México.

Já o experiente Volandri, 30 anos, avança para sua segunda semifinal de ATP em 2011. O próximo rival sai do confronto entre o alemão Florian Mayer e o espanhol Albert Tamos. O italiano chegou a ser o 25º melhor tenista do planeta em 2007.