Conheça lugares perigosos a serem evitados em Guadalajara

Os torcedores que irão para Guadalajara para assistir aos Jogos Pan-Americanos encontrarão uma cidade de grande beleza, riqueza cultural e gastronômica, e com uma infinidade de lugares para se divertir, desde passeios turísticos até bares e restaurantes. A beleza das ruas, praças e do seu centro histórico provavelmente deixarão as pessoas encantadas.

Contudo, como toda cidade moderna, Guadalajara também conta com locais que os turistas devem evitar por tratarem-se de zonas perigosas e não recomendadas para visitações. Por isso, o Terra resolveu fazer um tour e mostrar às pessoas que pretendem ir aos Jogos os lugares que devem manter distância, pela falta de segurança.

Estas zonas se encontram precisamente muito próximas do centro histórico, local de grande beleza e muito concorrido pelos turistas. Também estão perto do mercado de San Juan de Dios, onde os turistas vão para provar a comida típica de Guadalara e do Estado de Jalisco. Jorge Razo, motorista que trabalha na organização dos Jogos, foi o guia que levou o Terra a estes lugares.

Ele explicou que é muito fácil entrar nestas zonas, pois elas estão muito próximas do centro ou do mercado, podendo até passar despercebida a chegada em um local perigoso. "Entre a avenida Alcalde e a Calzada Independencia e entre a rua de Juárez e a Prisciliano Sánchez é uma zona complicada. Está ao lado do centro histórico e próxima do mercado de San Juan de Dios", disse.

"Para o lado esquerdo do Centro Histórico está o parque Morelos, onde há alguns becos em que é inseguro circular de tarde. Dentro do parque também é perigoso, pois ocorre prostituição e atuação de gangues", completou.

Razo também ressaltou que de um lado do mercado existe uma zona vermelha, onde há venda de drogas e prostituição. Caminhar por esse local pela tarde e pela noite é bastante perigoso, além de não ser recomendável ao turista. "Próximo de San Juan de Dios, no bairro de Analco, é uma zona de conflito, pois abunda a venda de drogas, há becos e ruas estreitas com prostituição, roubo de peças de carro e assalto a transeuntes. Isso tudo só a algumas quadras do mercado", comentou.

O motorista ainda afirmou que a forma de operar dos bandidos desta zona se dá por motocicletas que circulam pelas ruas em busca de compradores de drogas ou de pessoas para assaltar. "Usam esse meio para escapar mais facilmente da polícia depois de vender drogas e tirar bolsas e carteiras", disse.

Assim, o Terra recomenda que os visitantes que estejam em Guadalajara durante os Jogos Pan-Americanos desfrutem a cidade, principalmente nas zonas turísticas, mas sempre tomando cuidado para não entrar nas zonas perigosas, muitas vezes próximas de locais famosos, como o centro histórico e o mercado.