Com ônibus da Copa América, Seleção chega a Córdoba e revive lembranças

Dois meses depois da decepção da Copa América, a Seleção Brasileira está de volta à Argentina. E apesar das más lembranças provocadas pela eliminação para o Paraguai nas quartas de final, a chegada da maior parte do grupo que disputará a reedição da Copa Roca, na cidade de Córdoba, foi marcada por uma referência ao torneio disputado em julho no país.

A delegação brasileira fez o traslado entre o Aeroporto Pajas Blancas e o Hotel Sheraton no mesmo ônibus utilizado durante toda a Copa América. Na lataria, o logotipo continua estampado e reativará recordações de um torneio que a Seleção e o técnico Mano Menezes preferem esquecer.

Dos convocados para o primeiro duelo contra a Argentina pelo agora chamado Superclássico das Américas, apenas os goleiros Jefferson e Victor, o meio-campista Lucas e os atacantes Fred e Neymar participaram da Copa América.

O santista minimizou o retorno ao país em que a Seleção fracassou no 1º torneio em que foi comandada por Mano e focou as recordações na cidade de Córdoba. "Estamos invictos aqui. Esperamos continuar assim", disse, antes de entrar no mesmo hotel em que a Seleção ficou hospedada antes do empate diante do Paraguai e da vitória sobre o Equador, ambos pela primeira fase do torneio.

Neymar chegou a Córdoba por volta das 3h (de Brasília) ao lado de Bruno Cortez, Danilo, Casemiro, Jefferson, Rafael, Henrique Kleber, Leandro Damião, Oscar, Cícero, Rodholfo, Lucas, Mário Fernandes e Victor. Os outros nove convocados se apresentam na tarde de segunda.

O Brasil realiza o primeiro treinamento em solo argentino às 17h (de Brasília) no Estádio Mario Alberto Kempes. O jogo contra os argentinos está marcado para o mesmo local, na quarta-feira, às 21h50 (de Brasília). O duelo de volta ocorre em Belém, no dia 28 de setembro.