Ex-treinador de Couture e Belfort é encontrado morto no Canadá

A manhã desta segunda-feira começa triste para o mundo do MMA. Isto porque Shawn Tompkins, ex-treinador de estrelas como Vitor Belfort, Randy Couture, Wanderley Silva e Mark Hominick, entre outros, foi encontrado morto no Canadá, na manhã do último domingo. A morte de Tompkins foi confirmada pela imprensa norte-americana, que noticia o ocorrido em diversos sites.

Shawn, que era carinhosamente chamado de "The Coach" (O treinador) por seus discípulos, estava no Canadá, seu país natal, acompanhado do lutador Mark Hominick, que recentemente perdeu para José Aldo, na disputa do cinturão dos galos, no UFC 129, em abril.

A causa da morte do treinador ainda é desconhecida e só será revelada após a realização de uma autópsia. Amigo de Tompkins, John Gunderson, disse ao site MMA Junkie que o treinador simplesmente não acordou no domingo, sendo encontrado morto por volta das 11 horas da manhã.

Em nota emitida através da Team Tompkins, a esposa de Shawn agradeceu o apoio de todos no momento difícil e disse que seu marido amava o MMA e que considerava seus pupilos como se fossem da família.

Nativo de Ontario, no Canadá, Shawn Tompkins, 37 anos, tentou fazer carreira no MMA, mas não obteve sucesso. Durante a experiência, o lutador acumulou um cartel de quatro derrotas em quatro lutas, sem vencer um combate se quer.

Porém, como treinador, o canadense deu sua grande contribuição para o esporte, trabalhando com campeões como Belfort e Couture.

A notícia de sua morte se espalhou poucos minutos antes da luta principal do card do UFC On Versus 5, evento que aconteceu neste domingo, em Milwaukee, nos Estados Unidos, e que teria o confronto entre Dan Hardy x Chris Lytle como atração, deixando um clima de luto na arena.