Bahia traça metas para tentar reabilitação na Série A 

Após o empate por 1 a 1 diante do Internacional, o quinto dentro de casa e o sétimo na Série A do Campeonato Brasileiro, o elenco do Bahia se apresentou nesta segunda-feira. Com apenas 19 pontos, dos 48 disputados e apenas a quatro da zona do rebaixamento, a equipe se incomoda com a falta de bons resultados e resolve traçar metas para tentar reabilitação.

"Tivemos uma conversa boa (com o técnico René Simões) e traçamos o objetivo de, nessas três partidas (restantes), buscarmos sete pontos para que possamos embalar e ganhar confiança para entrar no segundo turno com a moral elevada", confessou o volante Fahel, que completa hoje 30 anos.

Ainda de acordo com o jogador, o Bahia precisa se reerguer na tabela, e para que isso ocorra é necessário deixar de perder pontos jogando em Salvador. "É muito importante vencer, principalmente quando os jogos são em casa. O campeonato é difícil e agora temos que correr atrás dos pontos perdidos", disse.

Apesar de todo planejamento, o volante sabe da dificuldade que terá contra o Palmeiras na próxima quinta-feira, em São Paulo, às 21h (de Brasília). "O Palmeiras é uma equipe que se organizou com o Felipão e possui jogadores como Valdívia e Kleber, que desequilibram. Isso sem falar na marcação forte".

No entanto, o jogador garante ter uma receita para surpreender o clube paulista. "Temos que marcar da mesma forma deles e com a bola no pé. Precisamos ter confiança de fazer o nosso jogo e vencer a partida", ressaltou.