Natália volta à Seleção e Brasil passa fácil por Cazaquistão

A Seleção Brasileira feminina de vôlei segue invicta em sua caminhada rumo às finais do Grand Prix. Neste sábado, a equipe de José Roberto Guimarães encarou o Cazaquistão, país mandante do grupo brasileiro, e não teve dificuldades para vencer a partida por 3 sets a 0, com parciais de 25/14, 25/18 e 25/20. O selecionado brasileiro, que tem cinco vitórias no torneio, encara um jogo duro contra a Itália neste domingo, a partir das 9h (horário de Brasília).

O mais importante da vitória contra a seleção cazaque foi o retorno à equipe da ponteira/oposta Natália. A jogadora, um dos principais nomes no vice-campeonato mundial ano passado, ficou afastada por mais de dois meses da Seleção após a retirada de um tumor benigno da canela esquerda.

Na partida deste sábado, Natália entrou como titular no lugar de Paula Pequeno e mostrou que ainda precisa adquirir ritmo de jogo. A jogadora marcou seis pontos, sendo um deles o que fechou a vitória brasileira. O destaque da partida foi a meio de rede Thaisa, que anotou 15 pontos, sendo cinco de bloqueio.

A equipe brasileira começou a partida sem encontrar dificuldades. Com Dani Lins distribuindo de forma precisa as bolas e o bloqueio funcionando, a equipe verde e amarela não teve muito trabalho e Zé Roberto pode variar o time, colocando em quadra Tandara e Fabíola. O time demorou apenas 21 minutos para fechar por tranquilos 25 a 14.

No segundo set, a tranquilidade permaneceu na equipe e o que se viu foi uma quase repetição da primeira parcial. Com o time que iniciou a partida jogando todo o tempo e com Thaisa em grande fase, a Seleção venceu por 25 a 18.

Na terceira e decisiva parcial, a equipe verde e amarela deu uma relaxada e viu o Cazaquistão chegar a primeira parada técnica com três pontos de vantagem: 8 a 5. A postura brasileira fez o técnico Zé Roberto se irritar e dar uma bronca em suas comandadas. O foco principal foi Dani Lins, que diferentemente do início da partida oscilou demais nos levantamentos, repetindo distribuições de bola.

Com a equipe mais ligada depois da reclamação do treinador, a Seleção entrou novamente nos eixos. Com boa entrada de Fernanda Garay e Tandara nos lugares de Fabiana e Mari, o Brasil reverteu o placar e fechou o jogo com uma vitória por 25 a 20.