Para Fifa e argentinos, Mano "não terá vida fácil" na Seleção

A derrota da Seleção Brasileira para a Alemanha, na tarde da última quarta-feira, em Stuttgart, por 3 a 2, virou motivo de chacota para os argentinos do jornal Olé. Usando sempre da ironia quando o assunto é um revés sofrido pelo Brasil, o texto provoca bastante o técnico Mano Menezes, que é visto com certa desconfiança no comando do time.

O diário diz que os alemães dominaram a partida do início ao fim e que o confronto de duas equipes jovens foi uma espécie de estágio para a formação dos futuros elencos de Brasil e Alemanha.

O desempenho de Neymar foi o único "poupado" pelos argentinos, que elogiaram a movimentação e o gol marcado pelo camisa 10 do Brasil.

Fifa

Enquanto o Olé criticou o desempenho dos brasileiros, o site da Fifa destacou os 30 minutos finais do confronto contra a Alemanha como dignos de final de Copa do Mundo. Mas reconheceu a superioridade do time alemão durante a maior parte do confronto.

Mas, assim como o jornal argentino, a página oficial da Fifa fez questão de frisar que Mano Menezes não terá vida fácil na busca pelo equilíbrio da nova Seleção Brasileira.