Mano tenta mudança tática, deixa Ganso na reserva e vê pressão aumentar

O técnico Mano Menezes surpreendeu no treino da última terça ao colocar Fernandinho no lugar de Ganso. Gostou do resultado e repetiu a alteração para o duelo contra a Alemanha. Não deu certo, o Brasil perdeu por 3 a 2 o amistoso em Stuttgart e o treinador terá mais pressão para o prosseguimento de seu trabalho.

Antes de a bola rolar, nas redes sociais a mexida de Mano já repercutiu de forma negativa. Os torcedores estranharam a presença de um jogador de pouca popularidade no lugar daquele que é apontado como a maior promessa ao lado de Neymar.

Por mais que Ganso viva má fase, sempre existe uma expectativa de uma jogada diferente, algum lampejo que desequilibre o adversário. Seu substituto, Fernandinho foi discreto. Pouco apareceu no ataque, cometeu faltas e não evitou o sufoco alemã.

A mudança tática não surtiu o efeito desejado. Com um time mais fechado, o Brasil ficou acuado em grande parte da partida, apostou no contra-ataque e perdeu pela terceira vez para um grande - França e Argentina também bateram o Brasil. Se na Argentina já ouviu as primeiras contestações pessoais, agora ela deve se intensificar.