Webber supera Alonso e faz melhor tempo da sexta na Alemanha

O australiano Mark Webber conseguiu superar o espanhol Fernando Alonso e fez o melhor tempo da sexta-feira nos treinos livres para o Grande Prêmio da Alemanha, no autódromo de Nurburgring. O piloto da Red Bull fez o percurso na segunda sessão em 1min31s711, deixando o rival da Ferrari com a segunda melhor marca da tarde alemã, com 1min31s879.

Alonso havia obtido o primeiro tempo na sessão inicial de treinos, cravando um tempo de 1min31s894 - Webber era o segundo, com 1min32s217. Assim como na primeira sessão, Felipe Massa fez o quarto melhor tempo, ficando atrás do terceiro colocado Sebastian Vettel.

Sem a presença da chuva, esperada de acordo com as previsões meteorológicas, os pilotos puderam andar em parte da movimentação com os pneus macios de testes (que não poderão ser utilizados durante o treino e a prova da Alemanha), substituindo-os pelos pneus oficiais ao longo do teste.

Logo nos primeiros instantes da movimentação, o australiano Daniel Ricciardo acelerou demais a sua Hispania, explodindo o motor e abandonando com apenas dez minutos e provocando a primeira bandeira amarela do segundo teste livre. Instantes antes, Alonso conseguiu o melhor tempo da tarde até então, com 1min32s990.

Nos seis minutos seguintes, os principais pilotos do grid foram para a pista, e mantiveram as posições do treino da manhã por alguns instantes. Mark Webber ficou em segundo após ultrapassar Sebastian Vettel, com Felipe Massa em quarto. As posições se mantiveram até o minuto 33, quando o piloto brasileiro da Ferrari passou para o primeiro lugar com a marca de 1min32s776, que logo em seguida melhorou para 1min32s466.

Alonso voltou a liderar o grid no treino e melhorou a marca que obteve durante a manhã, com 1min31s879. No entanto, foi rapidamente superado por Webber, que foi 108 milésimos mais veloz. Vettel ainda ultrapassou Felipe e ficou com a terceira colocação, com as posições se mantendo até o final da movimentação.

O alemão Michael Schumacher se motivou pela corrida em casa e conseguiu a quinta colocação, à frente do companheiro de time, Nico Rosberg. A McLaren decepcionou outra vez, com Lewis Hamilton ficando na sétima colocação e Jenson Button, com problemas, apenas em 11º. Rubens Barrichello ficou novamente na 14ª posição