Técnico não garante Cielo 100% no Mundial de Xangai

Com a liberação de Cesar Cielo para disputar o Mundial de Esportes Aquáticos de Xangai, a partir deste domingo, é grande a expectativa sobre qual será o desempenho do campeão olímpico nas piscinas chinesas. Envolvido em um caso de doping que começou no início do mês e só se encerrou nesta quinta-feira, com a decisão favorável da Corte Arbitral do Esporte (CAS, na sigla em inglês), o nadador pode não estar 100% fisicamente e psicologicamente. 

Mesmo o técnico Alberto Silva, apesar de confiante em boas exibições, admite que a condição do astro brasileiro é uma incógnita. "Não sei, espero que não", disse o treinador quando questionado se o desgaste mental pode atrapalhar Cielo em Xangai. 

"O Cesar é talentoso, não perdeu nenhum treino, a gente manteve o programa, mas a gente está tratando com pessoas. Eu acredito na motivação dele, na preparação que ele fez, mas como vai se desenrolar a competição é uma coisa que eu não tenho como falar. O que eu estou vendo é ele motivado, e eu confio no trabalho que ele fez".

Albertinho também reconheceu que, qualquer que seja o desempenho do nadador no Mundial, ele será inevitavelmente relacionado às turbulências pelas quais Cielo passou no último mês. Para o técnico, porém, o atleta não pensa em usar eventuais bons resultados na competição para "responder" às polêmicas despertadas pelo doping.

"Fica difícil até se ele pegar e nadar muito bem. Vai ter opinião que vai falar: (o julgamento) 'serviu para dar uma mola'. O Cesar não precisa desse combustível a mais. Assim como, se ele não tiver o resultado que a gente espera dele, não é uma coisa que se possa dizer: 'ah foi o julgamento'. Não tenho como falar se isso vai ou não influenciar", afirmou.