No Twitter, Hugo Chávez diz que Venezuela foi roubada

Logo após a eliminação da Copa América, nos pênaltis, para o Paraguai, o presidente da Venezuela, Hugo Chávez, preferiu apenas elogiar a equipe de seu país. Contudo, ao acordar nesta quinta-feira, o governante mostrou seu famoso lado polêmico: fez críticas à arbitragem do mexicano Francisco Chacón e disse que a seleção "Vinho Tinto", como é conhecida a Venezuela, foi roubada na semifinal.

Em Cuba para realizar um tratamento de um câncer, Hugo Chávez assistiu ao empate por 0 a 0 (5 a 3 para o Paraguai nos pênaltis) na última quarta-feira ao lado do líder cubano Fidel Castro. E reclamou de um gol da Venezuela anulado aos 34min do primeiro tempo.

>> Confira como foi a partida

"Na verdade, nossa Vinho Tinto ganhou à noite! Paraguai não venceu esse jogo. Tanto Fidel (Fidel Castro, líder cubano) como eu vimos claramente o gol que nos roubaram!", escreveu Chávez em sua conta no Twitter.

"Em minha opinião, com base em fatos observáveis, nos roubaram o gol da vitória!", continuou Chávez, aproveitando para pedir providências ao presidente da Conmebol, Nicolás Leoz, para que erros de arbitragem sejam evitados na Copa América.

"Amigo Leoz, devemos cuidar da nossa Copa América. Podemos conversar sobre isso. Confesso que nosso amigo César Farías (técnico da Venezuela) já falou comigo sobre esse tema de algumas "coisinhas" que às vezes ocorrem nestas competições! Sobretudo na arbitragem. Revisemos Leoz", disse Chávez.

Apesar dos protestos contra arbitragem, Chávez fez questão de voltar a exaltar a campanha histórica da Venezuela, que pela primeira vez chegou à semifinal da Copa América.

"Arango, capitão compatriota, deixo um grande abraço para ti e para cada um de nossos garotos. Vivemos e Venceremos", exaltou Chávez.