Dorival Júnior terá quinto meio-campo diferente contra o Internacional

O técnico Dorival Júnior lamentou o fato de não poder repetir a escalação do time atleticano. A mudança para partida contra o Internacional, nesta quinta-feira, vai ocorrer justamente no meio-campo, setor que terá a quinta formação diferente neste Campeonato Brasileiro. Segundo o treinador, o excesso de contusões e de suspensões tem contribuído para que a equipe não consiga repetir o mesmo rendimento de uma partida para outra.

"Só para constar, não repetimos a equipe do Atlético-MG desde janeiro. Então isso tem sido habitual. No começo do Brasileiro perdemos o Serginho. Jogamos a primeira e a segunda partida normal e depois perdemos o Fillipe Soutto e o Richarlyson. Então temos de conviver com tudo isso. Além dos problemas normais do dia a dia, nós não temos o meio-campo todo à disposição", declarou.

Questionado sobre o motivo de ter optado pela saída do jovem Giovanni Augusto e a entrada do volante Richarlyson, que retorna de lesão, o treinador atleticano disse que a queda de rendimento do jogador tem sido visível nas últimas partidas.

"O atleta, de repente, sobe e desponta num crescimento natural, alcança uma regularidade e depois começa a ter uma caída. É normal. Infelizmente acontece com a maioria dos jogadores. É momento dele começar a dar uma repensada, até porque tem qualidades suficientes para se manter na nossa equipe", afirmou Dorival.