ASA acaba com sequência da Portuguesa e deixa zona de rebaixamento

Depois de uma sequência de quatro vitórias consecutivas, a Portuguesa tropeçou neste sábado. No Estádio Coaracy da Mata, em Arapiraca, a equipe paulista foi surpreendida pelo ASA e perdeu por 2 a 0, em jogo válido pela nona rodada da Série B do Campeonato Brasileiro.

O único gol da partida aconteceu aos 14min do primeiro tempo. Raulen -melhor em campo - tocou para Didica que tocou por cobertura na saída de Weverton para marcar um golaço. O time de Arapiraca esteve muito mais próximo de ampliar a vantagem do que a Portuguesa empatar a partida.

Líder antes da rodada, a Portuguesa agora ocupa a segunda colocação com 17 pontos, atrás da líder Ponte Preta - que soma 20. Já o ASA deixou a zona de rebaixamento e subiu para o 12º lugar com 11 pontos.

O jogo

Dentro da zona de rebaixamento após os resultados de sexta-feira, o ASA entrou em campo disposto a surpreender a sensação Portuguesa. Logo aos 4min, Didira se livrou de Ferdinando e chutou de fora da área. O goleiro Weverton teve dificuldades e precisou defender o arremate do adversário em dois tempos.

Encontrando facilidade pelo lado direito, o ASA conseguiu abrir o marcador as 14min. Em contra-ataque pelo setor, o lateral Raulen lançou para Didira na área. Com extrema categoria, o jogador tocou por cobertura na saída de Weverton e marcou um golaço em Arapiraca.

O time paulista não conseguiu repetir as atuações das outras partidas. Tanto que a primeira boa chance de gol aconteceu aos 21min em um lance de bola parada. Marco Antonio cobra falta direto para o gol e o goleiro Gilson segurou sem problemas.

Sempre com Raulen pelo direita, o ASA manteve o domínio da partida e continuou ameaçando o gol defendido por Weverton. Aos 23, o lateral recebeu passe nas costas da zaga e chutou para fora perdendo boa chance. No minuto seguinte, Raulen tocou para Rogério dentro da área e finalizou para fora.

A Portuguesa começou a equilibrar a partida, mas novamente o time alagoano que atacou com perigo. Alexsandro ganhou na área pela direita e finalizou para fora. A resposta aconteceu no minuto seguinte, Edno lançou para Marco Antônio na área, mas o goleiro Gilson saiu bem do gol e recuperou a bola.

A melhor chance da equipe visitante aconteceu aos 34min. Edno fez bom lançamento para Marco Antônio na grande livre. Livre, o camisa 10 precisou ajeitar o corpo para finalizar de primeira. A bola saiu por cima do gol rente ao travessão da meta defendida pelo goleiro Gilson.

A Portuguesa esboçou uma reação nos minutos finais do primeiro tempo. Edno ganhou na força da marcação pelo lado esquerdo e cruzou. Gilson saiu do gol e agarrou a bola. No minuto seguinte, Raulen arrematou e Weverton agarrou bem no meio do gol.

Com o centroavante Ronaldo, prata da casa, no lugar do meia Ananias, a Portuguesa começou bem a etapa final. Aos 7min, Edno cruzou da linha de fundo, Henrique ajeita para Marco Antônio que, sozinho na entrada da pequena área, se enrolou e a bola saiu desviada pela linha de fundo. Após a cobrança de escanteio, Ferdinando finalizou de fora da área e o arremate perigoso bateu na rede pelo lado de fora.

Afobada no ataque, a Portuguesa perdia as bolas no ataque e deu boas chances do ASA finalizar a partida no contra-ataque. Aos 18min, Vitinho recebeu na esquerda e finalizou cruzado. O goleiro Weverton se esticou e espalmou para escanteio.

Mesmo em vantagem, a equipe alagoana passou a pressionar a Portuguesa. Aos 25min, Alexsandro recebeu, de frente para a meta e finalizou com força de fora da área. Weverton não conseguiu segurar e, na sequência, a defesa do time paulista afastou o perigo.

Dois minutos depois, Maurim faz boa jogada pela esquerda, invadiu a área e rolou para trás. Tiago dominou e finalizou de primeira. Weverton tira com os pés e, no rebote, a defesa da Portuguesa afasta o perigo. O time rubro-verde ainda tentou criar jogadas em busca do empate, mas saiu do gramado do Estádio Coaracy da Mata com derrota.

Ainda sobrou tempo para o ASA ampliar a vantagem aos 50min. Em contra-ataque, Alexsandro fez grande jogada individual, passou por Weverton e bateu para o gol. Henrique cortou em cima da linha com a mão e o árbitro marcou pênalti, além de expulsar o jogador. Vitinha converteu a cobrança e colocou números finais.