Mano comemora retorno de Ganso: 'Valeu a pena esperar por ele'

Em sua estreia pela Seleção Brasileira, o técnico Mano Menezes viu a equipe derrotar os Estados Unidos por 2 a 0 em amistoso, jogo que foi valorizado pela atuação ofensiva do time. Desde então, sem contar com o lesionado Paulo Henrique Ganso, o Brasil não teve o mesmo desempenho elogiado, conseguindo vitórias magras. Novamente com a presença do camisa 10, o técnico defendeu a espera por seu retorno.

"Penso que valeu a pena esperar pelo Ganso, porque ele vem sendo um dos principais jogadores da posição. Ele dá bastante equilíbrio nas ações de atacar e reter bola, função que é feita por jogadores nesta posição", explicou Mano em entrevista nesta sexta-feira.

Para se adaptar à presença de Ganso no meio de campo, Mano usou a mesma escalação em todos os treinos da Seleção na Argentina (setor formado por Lucas, Ramires e o camisa 10). Segundo o técnico, a repetição serve para compensar o curto tempo de preparação e para diminuir a possibilidade de erros na estreia.

"Tivemos poucas oportunidades de treinar essa formação. Usamos somente contra os Estados Unidos. Se pretendo usar como uma base na estreia, penso que preciso usar os treinos para que os acertos se repitam e os erros sejam corrigidos. Penso que teremos depois da estreia um bom período para fazer isso com algumas alternativas de formação. Já fizemos isso durante os jogos amistosos, por isso que a escolha foi por essa linha", afirmou o treinador.

O Brasil estreia na Copa América neste domingo, a partir das 16h, em La Plata, contra a Venezuela. A Seleção está no Grupo B, junto com Paraguai e Equador, além dos venezuelanos.