Giovani dos Santos lamenta ausência de irmão na seleção mexicana

O atacante Giovani dos Santos, do Tottenham, lamentou hoje a suspensão de seu irmão, Jonathan, da seleção mexicana que irá competir a Copa América. As informações são da agência Ansa.

Seu irmão foi acusado de organizar uma festa com prostitutas em um hotel em Quito, onde a seleção mexicana disputou um amistoso contra o Equador.

Além dele, Israel Jiménez, Néstor Vidrio, Marco Fabián, Jorge Hernández, Javier Cortés, David Cabrera e Néstor Calderón foram cortados do time e serão punidos com uma multa de cerca de US$ 4,7 mil por violar o regulamento.

Christian Alvarez, Osvaldo Alanís, Diego De Buen, Antonio Gallardo, Edgar Pacheco, Alan Pulido, Ulises Dávila e Carlos Orrantia, os jogadores que substituirão os companheiros suspensos, chegaram ontem a Buenos Aires para se juntar à delegação mexicana.

Giovani dos Santos, que também joga na seleção mexicana, disse não se ver "como a esperança desta equipe", apesar de ter sido considerado um dos principais nomes na conquista da Copa Ouro da Confederação de Futebol da América do Norte, Central e Caribe (Concacaf).