Heat tira diferença no fim, elimina Bulls e revê Dallas em decisão

A final da NBA está definida, com reedição da decisão de 2006: Miami Heat e Dallas Mavericks disputarão o título da temporada 2010/2011. Depois de os texanos fecharem a série da Conferência Oeste na quarta-feira, nesta quinta a equipe da Flórida, liderada em quadra por LeBron James, ratificou a eliminação do Chicago Bulls com um triunfo por 83 a 80 fora de casa, garantindo o encerramento da disputa melhor de sete com 4 a 1.

A quarta vitória do Miami contra os Bulls, sendo a segunda longe de seus domínios, foi conquistada graças a uma atuação destacada nos minutos decisivos da partida. O Heat tirou uma diferença que chegou a ser de dez pontos, buscou o empate e virou nos últimos 60 segundos, com cinco pontos consecutivos de LeBron.

O astro camisa 6 do Miami foi o cestinha da partida, com 28 pontos marcados em uma noite atípica: ele foi ofuscado pelo armador rival Derrick Rose nos quartos iniciais, mas teve uma recuperação individual notável e decidiu nos 12 minutos decisivos. LeBron ainda conseguiu 11 rebotes e mais seis assistências.

Já Rose, eleito MVP (melhor jogador) da temporada, fracassou nos momentos mais importantes. Embora tenha feito 25 pontos, o armador não conseguiu resolver nos momentos finais: ele, aliás, errou o último arremesso da série, quando poderia ter forçado o empate e a prorrogação.

O jogo 
Em casa, no United Center, a franquia de Illinois mostrou, desde a primeira bola, que iria dar trabalho e tentaria adiar a definição do playoff. Com Rose solto e confiante, os Bulls levaram a melhor no primeiro quarto por 25 a 21. Outro que desequilibrou foi o ala Luol Deng.

Nos 12 minutos seguintes, o quinteto mandante manteve a forte toada e ofuscou o trio LeBron, Dwyane Wade e Chris Bosh. Com 20 a 17 no segundo período, os Bulls foram ao intervalo com uma vantagem de 45 a 38.

Entretanto, os visitantes da Flórida foram a quadra mais consistentes no terceiro quarto, apesar de a bem postada defesa de Chicago dificultar infiltrações no garrafão. Enquanto isso, Rose utilizava sua genialidade e desconcertava os rivais.

Mas LeBron, MVP das duas últimas temporadas, se recuperou. Com boas jogadas tanto no ataque quanto na defesa, ofuscou a apresentação de Derrick Rose, que, nas bolas decisivas, deu mostras de que sentia a pressão.

LeBron, criticado durante a temporada, deu um show especialmente nos minutos derradeiros do quinto jogo. Já Bosh colaborou com 20 pontos para o Heat e mais dez rebotes.

Com o resultado, a final de 2006 será reeditada. Na ocasião, cinco anos atrás, o Heat levou a melhor por 4 a 2.