Conheça os rivais que tentarão impedir soberania do Brasil na Liga

 

Na luta por seu décimo título da Liga Mundial, o que tornaria a Seleção Brasileira soberana no torneio com duas conquistas a mais que a Itália, o elenco do técnico Bernardinho chega ao torneio como a equipe a ser batida pelos rivais. Conheça abaixo os principais adversários que prometem ser grandes obstáculos para o time verde e amarelo:

Rússia - Liderado pelo capitão Taras Khtei, o time conta com o atacante Mikhaylov, principal pontuador da Liga Mundial do ano passado, e com o gigante Dmitriy Muserskiy, 2,18m. Atual vice-campeão da Liga Mundial, promete ser um dos times a dar mais trabalho para o grupo de Bernardinho.

Polônia - Sede da fase final, a equipe polonesa promete ser a mais complicada da chave do Brasil. As atenções do país estão voltadas para o vôlei, já que além da Liga deste ano, a Polônia será a casa do Mundial de 2014. Com a experiência do capitão Piotr Gruszka, o país acertou a chegada do técnico Andrea Anastasi, quarto colocado com a Itália no último mundial.

Sérvia - Mesmo sem a presença de dois dos seus principais nomes na última década, o levantador Nikola Grbic e Iván Miljkovic, um dos maiores pontuadores do time, os sérvios prometem dar trabalho nesta edição da Liga Mundial, principalmente graças aos grandalhões centrais Dragan Stankovic, de 2,05m, e Marko Podrascanin, de 2,04m.

Estados Unidos - Outro adversário que pode complicar a vida da Seleção Brasileira na primeira fase. Os americanos ainda sentem falta de um substituto para o levantador Ball, que largou a seleção após o título olímpico de 2008. Sem ele, quem segue comandando o time são Priddy e Stanley.

Itália - Com a chegada do técnico Mauro Berruto e uma equipe renovada com relação ao que se viu no último Mundial, no qual jogou em casa, a seleção italiana apresentará uma nova safra na Liga. Jogadores experientes como Fei, Mastrangelo e Vermiglio são ausências na lista, o que mostra um novo momento no voleibol italiano.

Cuba - Com um time ainda jovem, mas bem mais amadurecido após o vice-campeonato mundial em 2010, a equipe de Cuba pode ser uma pedra no sapato do time de Bernardinho. Os cubanos chegam para disputar a Liga com uma polêmica: as ausências do meio de rede Simón, capitão e maior bloqueador do último Mundial, do ponteiro Yoandy Leal e do levantador Raydel Hierrezuelo. A suspeita é de que os três foram afastados porque tinham um plano de fuga para deixar a ilha. A Federação Cubana nega. O capitão da equipe será o jovem León, principal peça do time.

Bulgária - Depois da polêmica partida no Mundial de 2010, na qual o Brasil foi acusado de entregar o jogo ao entrar em quadra com o oposto Théo como levantador, a rivalidade entre as duas equipes promete ser acirrada em um possível confronto na Liga Mundial. Na ocasião, o capitão búlgaro Vladimir Nikolov ironizou a derrota brasileira dizendo que a Seleção estava com medo da "pequena Cuba". A declaração irritou os jogadores brasileiros, em especial, o capitão Giba, que participou da mesma entrevista de Nikolov.