Flamengo solicita reforço policial após ameaça de torcedores

Nove policiais fortemente armados fizeram a segurança do Ninho do Urubu, centro de treinamento do Flamengo, em Vargem Grande, Zona Oeste do Rio, na manhã desta terça-feira. 

O reforço foi solicitado após o clube ter recebido um telefonema de um torcedor, que avisou que um protesto seria realizado no local. O motivo foi o anúncio de que o volante Willians não seria relacionado para a partida contra o Bahia no próximo domingo. Nesta quarta, o volante treinou separado do grupo.

Willians foi afastado pela diretoria do Flamengo por ter acertado uma cotovelada no rosto de Negueba, após levar um lençol durante os treinos desta quarta-feira. O jovem sentiu fortes dores na região do maxilar e precisou ser atendido pelos médicos.

Não é a primeira vez que o atleta se envolve em uma polêmica este ano. Em março, o jogador chegou atrasado em um treino e, em abril, não compareceu a uma das atividades.  Os episódios irritaram profundamente o técnico Vanderlei Luxemburgo.

Com a ausência de Willians, Fernando será o provável titular no duelo contra o Bahia. Léo Moura, machucado, também desfalca a equipe.

Procurada, a assessoria de imprensa do clube afirmou que o procedimento é de rotina.