Copa 2014: em ritmo acelerado, Brasília ameaça abertura em São Paulo

Enquanto São Paulo ainda nem iniciou a construção do estádio previsto para sediar os jogos da Copa de 2014 na capital do estado, Brasília aproveita-se das condições climáticas favoráveis para acelerar as obras de sua arena.

Segundo o jornal O Estado de S. Paulo, o Distrito Federal, que sonha em "roubar" dos paulistas o direito de sediar a abertura do Mundial, já concluiu 19% de seu estádio, orçado em R$ 671 milhões.

O jornal aponta que o período de aproximadamente 120 dias sem chuvas até o final do ano beneficiará Brasília, evitando empecilhos para o prosseguimento das obras. Até o momento, de acordo com o governo do Distrito Federal, a construção tem 37% do volume de concreto executado, além da realização de 82% do trabalho de escavação.

Apesar do progresso, a arena brasiliense enfrenta problemas: o Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) questiona as garantias financeiras e o projeto básico do estádio, enquanto o Tribunal de Contas da União (TCU) destaca o risco da obra tornar-se um "elefante branco", ou seja não conseguir se manter financeiramente por ficar sem utilidade após a Copa de 2014