Brasil inicia na sexta-feira luta pelo décimo título na Liga Mundial de vôlei

O Brasil, principal potência do vôlei mundial há mais de uma década, volta a ser o grande favorito da Liga Mundial que começa nesta sexta-feira na qual a equipe verde-amarela é a atual campeã e busca levar o décimo título.

O torneio é organizado com quatro grupos de quatro equipes, as equipes jogam entre si quatro vezes, duas partidas em casa e duas fora, com exceção de Cuba e Japão que disputam todos os jogos no exterior.

A seleção cubana, quarta colocada no ano passado do mundo no ano passado, não pode receber adversários porque o ginásio "Palacio de Deportes" de Havana passa por reformas enquanto o Japão cancelou os jogos em casa por causa das consequências do terremoto e do tsunami que devastaram o país no dia 11 de março.

Por sua vez, o Egito, que participaria do torneio foi substituído por Portugal no início de março devido à instabilidade política no país do norte africano.

Os dois primeiros de cada grupo se classificam para a fase final que ocorre entre os dias 6 e 10 de julho que reúne oito equipes, duas a mais que nas edições anteriores.