Uruguaios pedem R$ 5,7 milhões ao Palmeiras por Martinuccio

O Palmeiras terá que desembolsar US$ 3,5 milhões (ou R$ 5,7 milhões) se quiser fechar a contratação do meia-atacante argentino Alejandro Martinuccio. De acordo com o jornal uruguaio El País, o Peñarol já informou o clube alviverde do valor exigido pelo jogador e aguarda uma resposta do presidente Arnaldo Tirone.

Segundo o diário, o Peñarol já enviou um empresário para negociar com o Palmeiras sobre a venda dos direitos de Martinuccio. O vice-presidente Edgar Welker, responsável pela negociação, agora aguarda uma resposta do agente sobre a reunião em São Paulo.

O clube de Montevidéu, semifinalista da Copa Libertadores da América, pede pelo menos R$ 5,7 milhões por Martinuccio. Para a transferência ser realizada, o Peñarol terá, primeiro, que pagar US$ 1,2 milhão (quase R$ 2 mi) para adquirir em definitivo os direitos de Martinuccio para depois vendê-lo ao Palmeiras. Os uruguaios teriam um lucro de US$ 1,8 milhão (um pouco menos de R$ 3 mi) com o negócio.

Contudo, conforme noticiado nesta quarta-feira pelo jornal italiano Gazzetta dello Sport, o Palmeiras terá outra barreira para fechar a contratação de Martinuccio: a Roma estaria interessada em levar o meia-atacante argentino, destaque do Peñarol na Libertadores.

Martinuccio, que chamou a atenção ao ajudar o Peñarol a bater o Internacional por 2 a 1 no Beira-Rio e eliminar o time gaúcho nas oitavas de final da Libertadores, vai a campo nesta quinta pela ida da semifinal do torneio sul-americano. Os uruguaios medem forças com o Vélez Sársfield, com o primeiro jogo a ser realizado em Buenos Aires.