Após 4 regatas, Scheidt e Prada seguem líderes na Holanda

Robert Scheidt e Bruno Prada tiveram mais um grande desempenho nas regatas desta quarta-feira na Delta Lloyd Regatta, em Medemblik, na Holanda. Com um quinto e um primeiro lugares nas provas do segundo dia de disputa, a dupla brasileira manteve a liderança da classificação da classe Star, com 10 pontos perdidos depois de quatro regatas completadas. Na vice-liderança, com 17 pontos perdidos, seguem os ingleses Iain Percy e Andrew Simpson, campeões olímpicos em Pequim 2008.

Ao contrário do que ocorreu na abertura da competição, terça-feira, quando os ventos muito fortes, acima de 55 km/h, adiaram o início das regatas, nesta quarta-feira o atraso foi provocado pela falta de vento, que começou a soprar fraco, por volta de 4 nós (7,4 km/h), antes de se firmar em torno de 8, 9 nós (de 14,8 km/h a 16,6 km/h).

"O dia foi de ventos fracos, que não são a nossa preferência, mas conseguimos sair ilesos", afirmou. "Chegamos a liderar a primeira regata, mas, com os ventos fracos e rondados, perdemos posições no primeiro popa e terminamos a prova em quinto", prossegue. "Mas na segunda regata do dia fizemos uma prova muito consistente, sempre trabalhando o meio da raia, e acabamos vencendo", finaliza. Scheidt destaca o desempenho do barco, "muito rápido no contravento". "Mas ainda precisamos melhorar no popa."

A competição em Medemblik faz parte da programação da dupla para 2011, ano pré-olímpico, que vai terminar no Mundial de Perth, em dezembro, na Austrália. A Delta Lloyd Regatta também é uma das etapas da Copa do Mundo de Vela da Federação Internacional de Vela (Isaf). Líderes do ranking mundial da Star (4.589 pontos), Scheidt e Prada também ocupam o topo da classificação da Copa do Mundo, com 53 pontos.

A Delta Lloyd Regatta prevê a disputa de dez provas na fase classificatória, mais a Medal Race, no sábado (28/5). Com três regatas completadas, a competição será considerada válida. Quando cinco ou mais provas da fase classificatória forem completadas, os velejadores terão direito ao descarte do pior resultado. A Medal Race, para os dez primeiros colocados na fase de classificação, tem pontuação dobrada, que não pode ser descartada.

Classificação geral após quatro regatas:

1. Robert Scheidt e Bruno Prada, Brasil, 10 pontos perdidos (3+1+5+1)
2. Iain Percy e Andrew Simpson, Inglaterra, 17 pontos perdidos (1+4+4+8) 
3. Richard Clarke e Tyler Bjorn, Canadá, 18 pontos perdidos (5+2+9+2) 
4. Eivind Melleby e Petter Moerland Pedersen, Noruega, 18 pontos perdidos (4+8+3+3) 
5. Mate Arapov e Ante Sitic, Croácia, 27 pontos perdidos (9+12+2+4)