Após fracasso na Copa, Rooney e Messi buscam redenção na Liga dos Campeões

O argentino Lionel Messi e o inglês Wayne Rooney que tiveram atuações apagadas com suas seleções na última Copa do Mundo na África do Sul, querem brilhar neste sábado com seus clubes na final da Liga dos Campeões.

Messi e Rooney, que passaram em branco na África do sul, querem deixar sua marca no estádio de Wembley, palco da decisão entre Barcelona e Manchester United.

O argentino, que já balançou a rede onze vezes na temporada, só precisa fazer um gol para se igualar ao recorde de Ruud Van Nistelrooy, que fez doze quando jogava pelo Manchester em 2003.

Na final de 2009, ele já tinha feito um gol contra os Red Devils na vitória por 2 a 0 do Barça, no estádio olímpico de Roma.

Rooney também foi protagonista na campanha do United nesta Liga dos Campeões, ao fazer gols importantes fora de casa contra o Chelsea (vitória por 1-0 do Manchester) nas quartas de final ou contra o Schalke (2-0) nas semifinais.

Ambos costumam jogar melhor com seus clubes do que com suas seleções. Messi sempre foi alvo de críticas por não ter repetir as grandes atuações do Barcelona com a Argentina. Já o Rooney teve altos e baixos com o "English team". Na Copa de 2006 na Alemanha, o inglês foi expulso na eliminação da Inglaterra contra Portugal nas quartas de final da competição.