Sem ondas, Rio Pro é adiado pelo 2º dia seguido

A falta de ondas na Barra da Tijuca voltou a atrapalhar a realização da Rio Pro, a etapa brasileira do Circuito Mundial de surfe. Com marolas que não superaram os 50 centímetros de altura na manhã deste sábado na praia carioca, a prova foi adiada pelo segundo dia consecutivo e deverá ser retomada apenas no domingo, de acordo com os juízes da competição.

"As ondas estão muito pequenas e espalhadas, então vamos adiar a competição por hoje", explicou Richie Porta, juiz principal da Associação dos Surfistas Profissionais (ASP). "Retornaremos amanhã com uma chamada às 7h (de Brasília) e provavelmente retonaremos a disputa", acrescentou.

O destaque deste sábado seria a terceira rodada feminina, com participação de Silvana Lima. A única brasileira sobrevivente na chave faria sua bateria com a australiana Tyler Wright e a americana Alana Blanchard.

Além disso, a prova masculina teria sua primeira etapa realizada neste sábado. Heitor Alves, Alejo Muniz, Jadson André, Raoni Monteiro e Adriano de Souza representarão o País na chave da etapa carioca do Circuito Mundial.

A etapa feminina do Rio Pro tem espera de 12 a 16 de maio, enquanto a chave feminina está programada dos dias 11 a 22 de maio. Caso haja disputa neste sábado, os surfistas deverão ir à água carioca a partir das 7h30.