Duas equipes da GT3 mudam de carro para a próxima etapa

Visando resultados mais competitivos na categoria, duas equipes da GTBR3 mudam de carro para a etapa de 21 e 22 de maio da Itaipava GT Brasill, em Curitiba. E ambos fazem parte de times vitoriosos.

A dupla Cláudio Ricci e Rafael Derani, campeã em 2009, trocará a Ferrari F430 por outra Ferrari, dessa vez o modelo F458.

"A Ferrari F430 é um carro que nos deu muitas alegrias. Eu entrei no Itaipava GT Brasil com ela e ganhei um título com ela. Foram várias vitórias, mas agora vou ter que me acostumar com o F458, que é um carro mais evoluído em todos os sentidos. Nós já temos tudo sobre a F430, criamos um apego grande pelo carro após tanto tempo juntos", comenta Claudio Ricci.

Com a F430, o carro da equipe CRT Brasil venceu sete corridas entre 2009 e 2010. Em 2011, o máximo que a equipe conseguiu foram dois quartos lugares. Um na segunda prova de Interlagos e outra na segunda do Anhembi.

Será o segundo modelo F458 no grid de largada - o outro está nas mãos de Chico Longo e Daniel Serra e já foi usado nas duas primeiras etapas de 2011, em Interlagos e no Anhembi.

O outro carro que se despede do grid da GT3 é o Audi R8 LMS da equipe Andrea Mattheis, pilotado pela dupla Xandy e Xandinho Negrão. O modelo da montadora alemã será substituído por uma Lamborghini Gallardo LP600.

"O Audi, infelizmente, não nos daria condições de vitória em situações normais de corrida. Ele é um carro incrível, muito confortável, mas é muito pesado, o que nos prejudica. Deixará saudade em todos nós pelos resultados que conquistamos juntos", comenta Xandy Negrão, bicampeão da Itaipava GT3 em 2007 e 2008.

Pilotando o Audi, Xandy e seu filho disputaram oito provas, vencendo três etapas - uma em 2011, sob forte chuva em Interlagos. "Pegando pelas estatísticas foi muito bom, mas foram sempre resultados circunstanciais. Pista que começou molhada e secou, temporal no meio da corrida, pilotos que bateram à nossa frente... As vitórias meio que caíram no nosso colo", disse.