Briga pela artilharia esquenta decisão do Campeonato Baiano

Além de definir o campeão estadual de 2011, a decisão do Campeonato Baiano, no próximo domingo, tem outro elemento para deixar o confronto ainda mais acirrado. Quatro jogadores brigam pela artilharia da competição: dois do Vitória e dois do Bahia de Feira de Santana.

Do lado rubro-negro, o meia Geovanni e o atacante Nikão têm nove gols cada. Há mais de um mês, Nikão não balança a rede adversária. Por isso, garante que quer quebrar o tabu na decisão.

Para Geovanni, a artilharia é conseqüência. "O mais importante é o título do Estadual. Caso Nikão seja o artilheiro, está tudo bem", afirmou o jogador. O último tento do meia na competição foi no primeiro jogo da semifinal contra o rival Bahia, há exatos 20 dias.

O Bahia de Feira também tem as suas estrelas: os atacantes João Neto e Carlinhos, ambos com oito gols no campeonato, um a menos do que os seus concorrentes rubro-negros.

Assim como Nikão, do Vitória, João Neto também não marca há mais de um mês - desde 10 de abril. Com isso, o atacante espera reencontrar o caminho do gol para levar sua equipe à conquista do primeiro título estadual pela Série A do Baiano.

Já Carlinhos balançou as redes na primeira partida da decisão contra o Vitória. Até o momento, Sassá, ex-Ipitanga, que foi rebaixado, é o artilheiro do campeonato com dez gols.

Com a briga pelo título e pela artilharia, a decisão de domingo promete esquentar ainda mais. O duelo começa às 16h (horário de Brasília), no Estádio Barradão, em Salvador. Um empate garante o pentacameponato inédito ao Vitória. Ao Bahia de Feira só o triunfo interessa.