Governo fará antidoping em beneficiários do Bolsa-Atleta

O Ministério do Esporte passará a fazer exames antidoping em esportistas contemplados pelo Bolsa-Atleta, programa de apoio financeiro do governo federal aos competidores nacionais. A nova prática deve entrar em vigor no segundo semestre, e os testes devem acontecer fora do período de competições. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Cada um dos 3.165 atletas que se beneficiam do programa fará ao menos um exame no ano. Os esportistas olímpicos e paraolímpicos serão prioridade do governo na hora de escolher os "alvos" do antidoping, mas os atletas mais jovens também serão testados. A verba estimada do Ministério do Esporte é de R$ 1,8 milhão.