Vencedor de etapa da Fórmula Futuro é o mais jovem da história

 

A primeira prova do segundo ano da Fórmula Futuro já começou com um recorde: com 15 anos, o piloto Victor Franzoni tornou-se o mais jovem a conquistar uma vitória no automobilismo brasileiro. O garoto venceu a segunda etapa da Fórmula Futuro Fiat neste domingo em Interlagos.

Beneficiado pela mudança na legislação introduzida pela CBA no ano passado que reduziu a idade mínima para participação em campeonatos, Franzoni estreou causando impacto imediato na categoria: sábado, na abertura da programação, largou em 9º e já ocupava a liderança quando ficou para trás depois de se chocar com o segundo colocado Johilton Pavlak.

"Foi muito legal. Eu esperava ser competitivo desde o início do campeonato, brigando por um pódio e andando na balada junto com todos. Esse resultado foi mesmo inesperado. Ele poderia ter vindo já no sábado, mas o acidente acabou tendo um aspecto didático. Pude aprender bastante com ele vendo as imagens da televisão", explicou.

Nascido depois da morte de Ayrton Senna, o piloto tem como ídolos o japonês Kamui Kobayashi e o brasileiro felipe Massa. "Procuro me espelhar no Kamui Kobayashi. Ele é agressivo, se joga para cima dos outros. Acho que ele e o Felipe Massa são os pilotos com o estilo que mais me agrada", comentou.

A identificação com Kobayashi tem outra razão. A exemplo do japonês da Sauber, Franzoni faz parte de uma família sem os recursos para bancar os pesados investimentos do esporte a motor. O brasileiro saiu do kart para a categoria-escola idealizada por Felipe Massa graças à bolsa de 70% do orçamento proporcionada pelos organizadores da Fórmula Futuro e à complementação da empresa de marketing do ex-piloto Guto Negrão.

Mas o resultado excepcional não alterou sua rotina: às 7h20, já estava dentro da sala de aula, em Santo André, onde cursa o segundo ano de Mecatrônica. Ainda sem idade para tirar carta de motorista, Franzoni precisa da mãe para ir aos treinos. "Ela me leva também para a academia na parte da tarde e para as aulas de Italiano que faço duas vezes por semana", disse. Franzoni está aprendendo o idioma porque já se prepara para uma possível passagem para o automobilismo italiano em 2012.