Pernambucano: Gilberto credita golaço a cobrança do técnico Zé Teodoro

Depois de perder um pênalti na segunda partida das semifinais contra o Porto, o atacante Gilberto, do Santa Cruz, se redimiu e mudou completamente a história da primeira final do Campeonato Pernambucano ao marcar um golaço de fora da área. O jogador comemorou bastante o resultado obtido pelo seu time e sua boa atuação, e lembrou que "o Zé (Teodoro) sempre me cobra estar chutando".

Sobre um gol perdido no segundo tempo, em chute defendido pelo goleiro Magrão, Gilberto admitiu que estava cansado. "Faltou perna na hora que eu estava chegando perto do gol, o adutor começou a doer e a costela também e agora no final não consegui correr mais", disse.

O treinador Zé Teodoro ressaltou ter conversado muito com Gilberto e Landú. Além do trabalho de finalizações, o comandante do tricolor teve uma função importante ao dar a confiança que os jogadores precisavam para marcar no jogo decisivo.

Os dois atacantes marcaram e ainda perderam chances, além de Landú ter feito sua melhor atuação pelo Santa Cruz. Thiago Cunha foi outro jogador do Santa Cruz a desperdiçar uma boa oportunidade.

O técnico Zé Teodoro garante que não vai ter comemoração: "não ganhamos nada". O Santa Cruz enfrenta o Sport no próximo domingo, jogando em casa e com a vantagem de poder perder por diferença de até dois gols (caso marque pelo menos uma vez).

Além do reforço da torcida coral, o treinador espera contar com o retorno do lateral direito Cleber Goiano, mas terá os desfalques de Thiago Matias e Mario Lucio, que foram suspensos pelo terceiro amarelo.