Palmeiras cancela treino de sábado, temendo protestos da torcida

SÃO PAULO - Devido à presença de alguns torcedores na entrada do CT da Barra Funda, a diretoria do Palmeiras resolveu cancelar o treino da tarde deste sábado. Os jogadores terão também o domingo de folga e só se reapresentarão na manhã de segunda-feira. Membros de uniformizadas foram protestar pela goleada sofrida para o Coritiba por 6 a 0, na última quinta-feira, que praticamente eliminou a equipe da Copa do Brasil.

É a segunda medida tomada pela diretoria para evitar protestos dos torcedores depois da vexatória derrota em Curitiba pela Copa do Brasil. Anteriormente, a volta dos jogadores e comissão técnica que estiveram na capital paranaense aconteceu de ônibus. Era previsto o retorno a São Paulo de avião, mas palmeirenses já se programavam para cobrar o elenco no aeroporto.

Após a goleada de 6 a 0, torcedores protestaram contra a atuação da equipe e picharam a sede do clube e criticaram a diretoria e os jogadores, principalmente Luan. Na sexta-feira, o carro do atacante foi danificado por uma garrafa arremessada no estacionamento do CT.

Eliminado do Campenato Paulista no último domingo após perder nos pênaltis para o rival Corinthians, o Palmeiras precisa vencer o Coritiba na quarta-feira por sete gols de diferença, às 21h50 (de Brasília), no Pacaembu, para conquistar a improvável classificação à semifinal da Copa do Brasil.