Marcos dispara: "se o time abriu esse buraco, vou enterrar também"

O goleiro Marcos do Palmeiras não poupou os colegas de críticas pela postura frente ao Coritiba que acabou numa goleada de 6 a 0 no Couto Pereira, na noite da última quinta-feira, em partida de ida das quartas de final da Copa do Brasil. De volta ao time depois de dois meses, o arqueiro lamentou ter entrado em campo e se arrependeu de ter atendido ao pedido do técnico Luiz Felipe Scolari para ser titular na partida.

"Se soubesse que o time tava numa nhaca dessa eu falava 'pelo amor de Deus, não me coloca nessa'. Agora faço questão de jogar o outro jogo em casa. E já que o time abriu esse buraco vou enterrar também", desabafou Marcos.

Atônito com o que viu, Marcos declarou que o elenco parecia estar abatido com a eliminação para o Corinthians no Campeonato Paulista, no último domingo. "Parecia que queriam que eu tomasse um monte de gol. Você fica olhando e perguntando o que está acontecendo. O time estava na semi do Paulista. Só se foi a derrota para o Corinthians que deixou os caras abalados. Então que me avisassem e deixassem o Deola jogar, não me colocar numa barca dessa", reclamou Marcos.

Para Marcos, o Palmeiras tem sido muito dependente de uma jogada já repetitiva do time, nas cobranças de faltas, e isso prejudicou o time na noite de quinta-feira. "O time conseguiu chutar uma vez no gol. Fica nessa historinha do Marcos Assunção bater falta na entrada da área e o time criou pouco. O Coritiba criou espaço, jogou e teve mais vontade", frisou o irritado goleiro.