Após eliminação, direção do Grêmio promete reforços e dispensas

PORTO ALEGRE - Eliminado da Copa Libertadores da América - após nova derrota diante do Universidad Católica, desta vez por 1 a 0, no Chile - e com sérias carências no atual grupo de jogadores, a direção gremista começa a projetar mudanças no atual elenco. Jogadores que não deram certo ou que estão em visível queda de rendimento serão liberados, os dirigentes prometem um time mais forte para a disputa do Campeonato Brasileiro.

"Estamos prometendo para o torcedor, vamos contratar, vamos reforçar o grupo para entrar com tudo no Campeonato Brasileiro", disse o vice de futebol gremista Antônio Vicente Martins, que deu prazo para a chegada dos primeiros reforços.

"As contratações só chegarão após a decisão do Campeonato Gaúcho, vamos focar nesta decisão, mas estamos trabalhando para reforçar o grupo", completou o dirigente gremista.

O primeiro reforço para o Campeonato Brasileiro deverá ser o atacante argentino Ezequiel Miralles, jogador de 27 anos, que está no Colo-Colo-CHI, o Grêmio vai, com ajuda de investidores, pagar aproximadamente R$ 2,4 milhões para contratar o jogador. Além de Miralles, a direção vai buscar mais quatro ou cinco contratações.

A direção também vai liberar alguns jogadores do atual grupo, o atacante Diego Clementino deverá ser emprestado ou liberado para procurar clube. O atacante Borges pode ser envolvido em uma negociação, envolvendo uma troca de jogadores com outros clubes. Outro atleta que pode ser negociado é o zagueiro Mário Fernandes, jovem promessa, que ainda não conseguiu se firmar no time titular, vive mais no departamento médico do que no time.

O clube tricolor espera para os próximos dias resolver a situação do lateral direito Gabriel. O jogador pertence ao Panathinaicos da Grécia e está emprestado ao Grêmio até a metade do ano. Vivendo uma grave crise financeira, o clube grego só aceita negociar o jogador em definitivo, mas por enquanto a direção gremista não enviou nenhuma proposta para comprar o lateral.