Arsenal traça estratégia para "roubar" filho de Mazinho do Barcelona

LONDRES - A janela de transferências do futebol europeu será aberta somente no meio do ano. Contudo, o mercado já se movimenta em pleno mês de abril. Nesta segunda-feira, o jornal inglês Daily Mail publicou que o Arsenal está interessado em contratar o jovem Rafael Alcântara, de apenas 18 anos, filho do tetracampeão Mazinho e atualmente jogador da equipe reserva do Barcelona.

De acordo com a publicação, o técnico Arséne Wenger acompanha o jogador de perto, esperando a decisão do comandante barcelonista, Pep Guardiola, de promovê-lo, ou não, à formação principal. Por ser muito mais jovem do que a média do elenco, o treinador da equipe catalã deve mantê-lo entre os suplentes na próxima temporada.

Interessado em contratar o jogador, Wenger e representantes do Arsenal já entraram em contato com Rafael para seduzi-lo com uma proposta. Segundo o jornal, o treinador francês quer incorporar o atleta ao time principal e utilizará este ponto para obter sucesso na negociação.

A atitude do clube inglês irritou o presidente do Barcelona, Sandro Rosell. O mandatário da equipe catalã já havia perdido a compostura em relação ao Arsenal no último mês, quando os londrinos tentaram a contratação da revelação Jon Miguel Toral, de apenas 16 anos.

A atitude do Arsenal de recorrer a jovens jogadores da equipe espanhola não é novidade no mercado inglês. Em 2003, os londrinos, com a mesma abordagem da utilizada com Rafael, conseguiram convencer Cesc Fàbregas, com apenas 16 anos na época, de se transferir à Inglaterra.

A negociação rendeu grande resultado ao time inglês. Atualmente, Fàbregas, campeão da Copa do Mundo da África do Sul pela seleção espanhola, é o capitão do clube e um dos principais jogadores do continente europeu.