Após acidente em Interlagos, pilotos mais velhos podem passar por "reciclagem"

SÃO PAULO - O grave acidente do último domingo em Interlagos envolvendo o piloto Paulo Kunze, 67 anos, pode gerar mudanças na legislação para a formação de pilotos no Brasil. De acordo com o jornal Folha de S. Paulo desta terça-feira, a Confederação Brasileira de Automobilismo (CBA) estuda impor uma "reciclagem" a pilotos mais velhos, que seriam submetidos a testes periódicos para que a entidade verificasse as condições de competir.

O presidente Cleyton Pinheiro disse que a CBA também pretende ter mais controle nas provas de formação de pilotos, que podem passar a ser ministradas por profissionais da entidade.

A intenção do dirigente é implantar o novo sistema a partir de 2012. Kunze sofreu o acidente durante a etapa da Stock Paulista, categoria de acesso à Stock Car.