De olho em Londres, Japa atesta melhoras no handebol brasileiro

 

A confirmação do Rio de Janeiro como sede da Olimpíada de 2016 fez aumentar os investimentos em muitos esportes no Brasil. O handebol, uma das modalidades que promete crescimento para as próximas edições do evento, também foi beneficiado. Nesta segunda-feira, em entrevista, o armador Gustavo Nakamura, o Japa, da Seleção Brasileira, elogiou as melhorias.

"Nosso esporte está melhorando, a Confederação Brasileira está conseguindo fazer os investimentos, está melhorando o Campeonato Brasileiro, e a Federação Paulista caminha muito bem para isso também", afirmou o jogador. O que pode frear o crescimento interno do handebol para favorecer a Seleção é o número de eventos internacionais marcados para os próximos anos.

"Esse ano é complicado por causa do Pan-Americano de Guadalajara, então fica difícil para as confederações fazerem as tabelas, o cronograma. Ano que vem tem Olimpíada também, então fica mais conturbado. Mas estamos nos adaptando bem, fazendo um trabalho legal para melhorar o handebol dentro do Brasil", apontou o Japa. O objetivo no Pan é garantir vaga nos Jogos de Londres, em 2012.

"A gente espera ir à final e ser campeão, porque assim conseguiremos vaga para a Olímpíada de Londres. O foco está aí, e o nosso rival é a Argentina. São uma muralha mesmo, fizeram um Mundial muito bom. Estamos nos dedicando bastante para conseguir essa vaga", complementou o jogador da Metodista, que está lesionado e, em pouco mais de um mês e meio, voltará a ficar à disposição da Seleção.

A seleção da Argentina terminou o Mundial da Suécia, disputado em janeiro de 2011, na 11ª colocação, depois de perder para a Alemanha na prorrogação. O Brasil, por sua vez, perdeu os cinco jogos da primeira fase, mas venceu o Chile na disputa pelo 21º lugar da competição.