Nadal conquista hepta em Monte Carlo e confirma status de "maior da história"

MONTE CARLO - Os olhos do príncipe Alberto II viram pela sétima vez o coroamento do "rei do saibro" Rafael Nadal nas quadras do principado de Mônaco. O espanhol, atual número 1 do mundo, derrotou seu compatriota David Ferrer (sexto da ATP), em sets diretos, parciais de 6/4 e 7/5, para conquistar o torneio de Monte Carlo, o primeiro Masters 1000 no saibro da temporada. A última derrota de Nadal em Monte Carlo foi para o argentino Guillermo Coria, em 2004.

Aos 24 anos, o número 1 do mundo é o primeiro tenista a conquistar na Era Aberta sete títulos seguidos, confirmando sua pecha de imbatível no saibro e seu status de maior tenista de todos os tempos na superfície.

O título, o primeiro de Nadal em 2011, é o 19° do tenista em torneios da categoria Masters. O espanhol supera, assim, o americano Andre Agassi e o rival suíço Roger Federer, como o maior vencedor nesta categoria (que perde em importância apenas para os eventos do Grand Slam).

O sétimo troféu em Monte Carlo marca também a 30° conquista de Nadal em torneios ATP disputados no saibro, a marca é a terceira melhor na era do tênis profissional (desde 1968); acima do melhor tenista da atualidade estão apenas o austríaco Thomas Muster, 40 títulos, e o argentino Guillermo Vilas, 45 conquistas.

Além de ser a sétima vitória seguida de Nadal em Monte Carlo, foi a quinta conquista seguida no saibro do espanhol; sua última derrota na superfície foi nas quartas de final de final de Roland Garros, em 2009, quando caiu em quatro sets para o sueco Robin Soderling.