Na UTI, Sykora se recupera bem; previsão de volta às quadras é incerta

Responsável pelo atendimento da líbero Stacy Sykora, o neurologista Manoel Jacobsen concedeu entrevista neste domingo e afirmou que a recuperação da jogadora do Vôlei Futuro é satisfatória. Internada no Hospital Sírio-Libanês desde a última terça-feira, após o acidente de ônibus sofrido pela equipe, a jogadora chegou ao hospital em estado crítico, mas mostrou evolução positiva no seu quadro clínico ao longo dos dias.

"A condição dela era crítica a ponto de ser internada na UTI, em estado de coma, com insuficiência respiratória e com riscos de um aumento na pressão intracraniana. Com todas as medidas e os cuidados tomados, a respiração artificial foi suspensa e ela voltou a ter atividade motora ampla. A recuperação está no prazo esperado", afirmou Jacobsen, em entrevista à Rádio Jovem Pan.

De acordo com o médico, ainda é cedo para falar em uma previsão de retorno às quadras para a líbero, eleita melhor de sua posição do último Mundial Feminino de Vôlei. "Não é possível falar (sobre retorno), não há nenhuma evidência que ela não possa jogar, não dá para ser afirmado com convicção. É iniciado agora o processo de reabilitação, que pode durar dias ou meses".

A jogadora reconheceu os familiares que chegaram neste sábado dos Estados Unidos e se comunica normalmente em inglês e português. Sykora ainda fará alguns exames nos próximos dois dias e deve sair da UTI na próxima terça-feira, seguindo para um quarto no próprio hospital